React – Porque Começar

Embora o título seja porque começar, não pretendo realmente te dar um motivo, e sim dizer por quais motivos eu decidi utilizar, ainda que utilizar ou começar não fosse o título correto, no meu caso o título seria: “Porque Conhecer”.

Trabalho com um pessoal que gosta de novidades, gosta da crista da onda!, e por isso sempre que aparece algo novo acabo dando aquela espiadela, alguns casos me surpreendo positivamente, em alguns casos vejo mais barulho do que função, e em outro casos… fico só na espiadela e deixo para depois… normalmente não vejo nunca mais. No caso do React, realmente decidi investir tempo em alguns testes, alguns simples, outros pesados de desempenho e me convenci!, preciso conhecer essa parada!

Algumas vezes meu desenvolvimento é impactado com uma supresa ou outra, e na minha opinião o front-end tem evoluído muito, muito rápido recentemente, o que me leva a gastar muito tempo só para arranhar a superfície de alguns frameworks e bibliotecas. Umas chegaram e ficaram no meu dia a dia (Angular e JQuery por exemplo) outras passaram que mal acompanhei e acabei ignorando … embora tenha achado o máximo (polymer por exemplo). Agora que falei bastante sobre o que tenho visto (na verdade não saí do lugar com esses comentários) vamos aos motivos que dou para você Começar com React.

Quase não existe problema com SEO

Quantas vezes tive que sacrificar blocos inteiros de JavaScript para que o SEO funcionasse perfeitamente… e digo o inverso também, quantas vezes o sacrificado foi o SEO nessa brincadeira de deixar a página respondendo a ações diretas do usuário via JavaScript. Eu sei, o SEO é outra área que mudou muito e os motores de busca estão bem melhores, mas os problemas com JavaScripts pesados diminuíram, não acabaram, e nesse caso o React.js se destaca da multidão de Frameworks não amigáveis para o SEO,você pode executar React.js no servidor, e o DOM virtual vai ser processado e retornado para o navegador como uma página da web. Não há necessidade de PhantomJS e nem qualquer outra mágica/gambiarra!

Apenas frisando o subtítulo, eu disse quase não existe, pode ser que exatamente o que você quis fazer dê algum problema, não aconteceu comigo, mas… não posso garantir tudo.

O Mantenedor principal é o Facebook

Sim, eu me preocupo sobre quem é o mantenedor do projeto, em algumas oportunidades fiquei na mão, e em algumas outras, por inexperiência, fiquei muito na mão. Logo ter uma biblioteca desenvolvida pela primeira vez no Facebook para fins internos é algo que me agrada e me dá segurança. Os engenheiros do Facebook perceberam que criaram algo realmente incrível e decidiram compartilhar seu projeto com o mundo. Facebook usa alguns React.js, e todo o site do Instagram foi construída sobre React.js após as duas empresas unirem forças.

JSX

Sério, é massa usar JSX, no começa da um medo, parece esquisito, mas você poderá usar markup HTML (sem ser string) no meio de código JavaScript. Aspas Duplas? Aspas Simples? Escapar Aspas? Esquece isso! Acredite, vai ser BOM!

Claro o uso de JSX é opcional, e também é importante dizer que JSX pode ser utilizado com qualquer código JavaScript, não só React.js.

Poder usar um pouco de HTML em sua função sem ter de concatenar strings é fantástico, e depois de um tempo ele se sente muito natural. React.js transforma esses pedaços de HTML em funções com um JSXTransformer especial. Isso é vida!

Componentes

Sim, o subtítulo é só isso, Componentes, conversando com um colega de trabalho a cerca de um ano a frase dele foi: “Cara, quando isso realmente funcionar, será maravilhoso, o futuro está aí!”… ele se referia aos webcomponents!

O Local DOM e frameworks como Polymer tem trazido muitas novidades, (a última vez ele ainda chamava de Shadow DOM). O conceito central da Polymer resume-se a criação de elementos personalizáveis ​​auto-suficientes que você pode facilmente importar e usar em seu projeto. Isto em si é uma idéia fantástica, o que eu posso dizer é: “O Futuro chegou!”… mas posso dizer também.. “Já é passado!”.

O React.js foi além,  ele não uso um Local DOM, em vez disso, ele dá capacidade de criar seus próprios componentes que mais tarde você pode reutilizar, para o conteúdo de todo o core da aplicação. E sinceramente, só por isso o React.js já é uma opção para mim!

Finalizando

Para mim, é isso! Caso ainda não tenha decidido encarar o React.js aguarde, vou lançar artigos com alguns mão-na-massa para que vocês se familiarizem e enfrentem essa biblioteca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *